1.a Semana de Humanidades: Cidadania no foco dos debates

Com a ideia de integrar as disciplinas de Humanas e conversar sobre cidadania, o Colégio foi palco para as reflexões trazidas na 1.a Semana de Humanidades. Foram cinco dias de encontros que promoveram debates e discussões.

IMG_0737

jovens empreendedores sociais

A Semana de Humanidades reuniu: uma conversa com jovens empreendedores sociais brasileiros que estudaram no Estados Unidos, um diálogo com refugiados da Síria e do Congo, uma atividade participativa para refletir sobre direitos humanos, uma palestra do crítico Rubens Ewald Filho para discutir a cena atual do cinema e um debate com a promotora Nathalie Malveiro, a respeito do filme “O Silêncio do Céu”.

refugiados do Congo e da Síria

refugiados do Congo e da Síria

O evento, organizado em conjunto pelos Departamentos de Geografia, História, Língua Portuguesa, Artes, Língua Inglesa e Língua Espanhola, teve como principal objetivo integrar as disciplinas, enriquecendo as reflexões. “Todos precisamos  conhecer o significado de cidadania no Brasil. É preciso criar um aluno crítico que saiba dos seus direitos”, explicou Ana Cíntia Albuquerque, Coordenadora de História.

atividade participativa para refletir sobre direitos humanos

refletindo sobre direitos humanos

A Coordenadora de Geografia, Márcia Abdo, contou que a semana proporcionou encontros que sensibilizaram e mobilizaram os alunos acerca de assuntos importantes da atualidade. “Temos que conversar sobre esses temas de uma forma generosa, respeitando as diferentes opiniões”, disse ela.

crítico Rubens Ewald Filho

crítico Rubens Ewald Filho

Rebecca Darakjian, aluna da 3.a série do Ensino Médio, destaca a necessidade de encontros como os que foram trazidos pela Semana de Humanidades. “Gostaria que o evento se repetisse nos próximos anos trazendo novos assuntos. Para mim, a lição que ficou foi a de respeitar o próximo”, contou a aluna.

promotora Nathalie Malveiro

promotora Nathalie Malveiro

Durante seus cinco dias, a Semana de Humanidades com grande adesão por parte dos alunos que lotaram a maior parte dos encontros. “Os alunos receberam muito bem. Isso mostra a importância de ter esse espaço dentro da escola”, concluiu a Coordenadora Ana Cíntia.